Projeto Guapiaçu prevê plantar mais 130 mil mudas da Mata Atlântica

Publicado em: 22/09/2020 11:57:23

Iniciativa, patrocinada pela Petrobras, já restaurou 160 hectares de áreas degradadas no Rio de Janeiro

O Dia da Árvore, celebrado neste dia 21/9, chega com marcas importantes para a Petrobras. Uma delas é a do projeto Guapiaçu, na Reserva Ecológica de Guapiaçu, em Cachoeiras de Macacu (RJ), patrocinado pela companhia, que prevê restaurar mais 100 hectares com 130 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica. Já foram restaurados 160 hectares de áreas degradadas (o que equivale a 160 campos de futebol) com o plantio de 300 mil mudas desde 2013. 

Além do trabalho de plantio de espécies da Mata Atlântica, algumas ameaçadas de extinção, houve a introdução de uma fêmea de anta na reserva. Há mais de 100 anos sem registro da anta no Rio de Janeiro, o maior mamífero terrestre brasileiro tem um papel importante na dispersão de sementes. Esses animais conhecidos como jardineiras da floresta, se tornaram também mascotes do Guapiaçu, batizados de Antônia e Antônio, para auxiliar na educação ambiental de crianças da primeira infância. Há previsão de reintrodução de mais três antas. O projeto Guapiaçu já envolveu mais de 26 mil pessoas com atividades de educação ambiental (visitas, seminários, cursos). 

O projeto Guapiaçu integra com os projetos Uçá, Meros do Brasil, Coral Vivo e Ilhas Costeiras a Rede de Conservação Águas da Guanabara (Redagua). 

Florestas de Valor e Semeando Sustentabilidade 

Já o Programa Florestas de Valor, desenvolvido pelo Imaflora (Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola), implantou 82 hectares (área equivalente a 82 campos de futebol)com Sistemas Agroecológicos de produção agrícola, em um consórcio de espécies frutíferas e florestais com blocos de culturas anuais, beneficiando diretamente 89 famílias. O trabalho foi realizado nos municípios paraenses de Oriximiná, Alenquer e São Félix do Xingu, entre janeiro de 2019 e julho de 2020. 

Para a implantação dos Sistemas, além de viabilizar o preparo das áreas sem o uso do fogo, o projeto viabilizou 25.642 mudas de espécies florestais e frutíferas. Adicionalmente, o projeto doou sementes de adubação verde (Crotalária spectabilis) para as famílias beneficiárias e está viabilizando a adubação das áreas implantadas com biofertilizante líquido. 

O projeto Semeando Sustentabilidade, por sua vez, atua em Rondônia nos municípios de Porto Velho, Candeias, Itapuã do Oeste, Cujubim e Rio Crespo, produziu 200 mil mudas de espécies florestais e frutíferas e recuperou 65 hectares (que correspondem a 65 campos de futebol), além da manutenção de outros 71 hectares na fase atual. 

Programa Petrobras Socioambiental 

O Programa Petrobras Socioambiental estrutura os investimentos voluntários da Petrobras, definindo áreas temáticas, objetivos e diretrizes em planejamentos plurianuais e contou, em 2019, com investimentos da ordem de R$ 100 milhões.

Na linha de Clima, o resultado consolidado de 15 projetos apoiados pela empresa, contabilizou a contribuição potencial de 850 mil toneladas de CO2 nas áreas recuperadas ou conservadas, além dos benefícios sociais e ambientais associados e distribuídos em cinco biomas brasileiros (Amazônia, Mata Atlântica, Cerrado, Caatinga e Pampa). Outras informações podem ser consultadas no Relatório de Sustentabilidade disponível na página (https://sustentabilidade.petrobras.com.br/). 

Polo GasLub 

Até o fim de agosto, cerca de 330 hectares de Mata Atlântica, equivalentes a cerca de 370 campos de futebol, foram plantados na área interna do Polo GasLub, em Itaboraí (RJ), sendo que, até o fim desse ano, serão cerca de 880 mil mudas de árvores nativas para recuperação de uma área total de 400 hectares. 

Mas o foco ambiental não é só na parte intramuros do empreendimento. A Petrobras também investirá no projeto Florestas do Amanhã, uma iniciativa do governo do Estado do Rio de Janeiro, que tem o objetivo de plantar 1.100 hectares de Mata Atlântica em 20 unidades de conservação espalhadas por todo o Estado do Rio de Janeiro. A iniciativa utilizará parte dos cerca de R$ 400 milhões a serem disponibilizados pela Petrobras ao estado, por meio do Polo GasLub. Até o momento, já foram repassados R$ 218,5 milhões pela companhia e o restante será repassado até o fim deste ano. 

Tanto o plantio interno quanto o projeto externo fazem parte dos compromissos assumidos no âmbito dos processos de licenciamento e aprovação do empreendimento.

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE