Transpetro lança edital para segunda fase do Programa de Modernização e Expansão da Frota

Publicado em: 07/07/2008 18:40:00

O presidente da Transpetro, Sergio Machado, anunciou nesta segunda (7/07) o lançamento dos editais das duas licitações internacionais para a segunda fase do Programa de Modernização e Expansão da Frota (Promef). Nessa nova etapa, 22 novos petroleiros vão se juntar aos 26 licitados na primeira fase do programa. Na ocasião, Machado também anunciou a compra direta do gaseiro Metaltanque VI, já em fase de construção pelo estaleiro Itajaí, de Santa Catarina.

Na segunda etapa do Promef está prevista a licitação de sete navios aliviadores de posicionamento dinâmico, dos quais quatro do tipo Suezmax e três Aframax, além de oito para transporte de produtos claros e escuros, três para transporte de bunker (combustível de navegação) e quatro gaseiros - dos quais dois pressurizados e dois semi-refrigerados.

Com previsão de alcançar um total de 1,3 milhão de toneladas de porte bruto (TPB), as 22 embarcações deverão demandar cerca de 220 mil toneladas de aço durante o período de construção. Um dos mais importantes projetos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), também vai gerar aproximadamente 18 mil empregos até 2015. A expectativa é de um impacto positivo de US$ 290 milhões por ano na balança de pagamentos do País.

Responsável pela revitalização do setor naval, o Promef licitou, em sua primeira fase, 10 navios do tipo Suezmax, cinco Aframax, quatro Panamax, quatro navios de produtos e três navios para transporte de gás liquefeito de petróleo (GLP). O programa foi lançado com a premissa de modernizar a indústria naval brasileira para torná-la competitiva internacionalmente, capacitando-a para reduzir os desembolsos com fretes marítimos.

Hoje, o Brasil gasta só com transporte marítimo cerca de US$ 10 bilhões por ano, dos quais menos de 4% com empresas brasileiras de navegação. Com as novas descobertas de jazidas pela Petrobras, a tendência é que o aumento de produção previsto para os próximos anos resulte em novas demandas logísticas.

Lotes previstos na segunda fase

A) 19 navios reunidos nos seguintes lotes:

Lote 1: 4 Suezmax DP (Posicionamento Dinâmico);
Lote 2: 3 Aframax DP (Posicionamento Dinâmico);
Lote 3: 3 Produtos Claros 45 kt;
Lote 4: 5 Produtos 30 kt (3 Claros + 2 Escuros);
Lote 5: 2 Gaseiros semi-refrigerados 12.000 m;
Lote 6: 2 Gaseiros pressurizados 4.000 m;

B) 3: navios Bunker em um único lote.

Promef - principais dados 

Navios licitados na primeira fase:

- 10 navios do tipo Suezmax, a serem construídos pelo Estaleiro Atlântico Sul, em Pernambuco

- 5 navios do tipo Aframax e 4 Panamax, com construção prevista pelo Consórcio Rio Naval, no Rio de Janeiro

- 4 navios de produtos, a cargo do Estaleiro Mauá, em Niterói (RJ)

- 3 navios de transporte de GLP, que serão fabricados pelo Estaleiro Itajaí, em Santa Catarina

Empregos gerados - Aproximadamente 40 mil nas duas fases do programa

Objetivo do Promef -  O programa revitaliza a indústria naval, tornando os estaleiros brasileiros internacionalmente competitivos. Ao assegurar sustentabilidade para o setor, o Promef faz o Brasil retomar o seu papel de player mundial na construção de navios de grande porte.

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE