Projetos socioambientais apoiados pela Petrobras transformam realidades e multiplicam o valor do investimento

Publicado em: 22/12/2021 15:57:50

FOTO DIVULGAÇÃO PROJETO MARÉ UNIDA / LUTA PELA PAZ

Metodologia demonstra que, para cada 1 real investido, são gerados em média R$ 4,55 em forma de benefícios para o meio ambiente e a sociedade

O valor investido pela Petrobras em projetos socioambientais tem potencial de se multiplicar por quatro quando são dimensionados seus resultados. Essa conclusão é demonstrada quando se aplica a metodologia SROI (Social Return on Investment) e sua variante de Análise Custo-Benefício (ACB), que converte em valores monetários a transformação ambiental, social e econômica ocorrida em virtude da implementação dos projetos. A Petrobras está ampliando essa avaliação do retorno do investimento socioambiental para conhecer melhor a mudança que os projetos apoiados voluntariamente pela companhia promovem nos territórios.

Até o momento, já foram realizadas avaliações de nove projetos que integram o Programa Petrobras Socioambiental. Elas demonstraram que, para cada 1 real investido, são gerados em média R$ 4,55 em forma de benefícios para o meio ambiente e a sociedade, como renda, conservação de ecossistemas costeiros e marinhos, desenvolvimento profissional e recuperação de áreas de florestas e mata ciliares, entre outros. Alguns projetos apresentaram retorno acima de R$ 7 por real investido.

Em 2021, a Petrobras já realizou a avaliação de cinco projetos – Guapiaçu, Centro de Esporte e Educação, Coral Vivo, Unicirco e Maré Unida, todos com resultados positivos. Anteriormente, outros quatro projetos haviam sido avaliados - um piloto com o projeto Uçá, em 2019, e os projetos Florestas de Valor, Baleia Jubarte e Mão na Massa em 2020. Somando os nove projetos já avaliados, os cálculos mostram um retorno socioambiental de quase R$ 200 milhões, considerando os valores investidos pela Petrobras.

Entre os resultados apurados, estão o reflorestamento de 100 hectares no bioma da Mata Atlântica (Guapiaçu); a garantia da segurança alimentar de 464 crianças e familiares (Centro de Esporte e Educação); a ampliação da consciência ambiental de 40.423 pessoas (Coral Vivo); a melhoria da performance escolar de 471 crianças e adolescentes (Unicirco) e o acesso assegurado ao processo de ensino-aprendizagem para 502 crianças e jovens (Maré Unida), entre diversos outros indicadores de impacto.

“As avaliações estão demonstrando, de forma clara, o impacto transformador dos projetos socioambientais da Petrobras, que têm um grande potencial de alcance em número de pessoas atendidas e biomas protegidos. Um diferencial muito importante desse processo de avaliação é o fato de que ele proporciona que as partes interessadas – em especial as que são impactadas pelo projeto – sejam ouvidas”, destaca a gerente executiva de Responsabilidade Social da Petrobras, Olinta Cardoso.
 
Segundo o gerente de monitoramento e avaliação do projeto Maré Unida, André Lobo, “a avaliação SROI contribuiu para uma maior clareza sobre os resultados reais de nossa atuação. Ela torna possível identificar o nosso peso real no impacto observado, além de embasar o planejamento de novas ações a partir disso, buscando sempre melhorar sua eficiência e eficácia”, afirma.
 
Novas avaliações
 
Esse trabalho representa um divisor de águas na forma de a Petrobras avaliar seus investimentos voluntários no Programa Petrobras Socioambiental, que até então tinha uma metodologia que não considerava o retorno socioambiental do investimento em valores econômicos. O método de avaliação, que vem sendo realizado em parceria com o Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social (IDIS), inclui entrevistas com as partes interessadas, identificação das atividades para atingir as condições necessárias para a mudança, identificação do objetivo de longo prazo (impacto), indicadores, monetização dos resultados e cálculo do retorno social do investimento.
 
A companhia irá realizar mais quatro avaliações até o início de 2022 e pretende incrementar esse número nos próximos anos. A mensuração e divulgação do retorno social dos projetos socioambientais voluntários é um dos compromissos de Responsabilidade Social que constam no Plano Estratégico da companhia.

O uso da metodologia permite identificar oportunidades de melhorias no planejamento das ações, na condução e na avaliação dos resultados. A Petrobras também está realizando mudanças em suas ferramentas de análise e seleção de projetos, de forma a facilitar as avaliações futuras.

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE