Petrobras investe R$ 30 milhões em projetos sociais que trabalham o esporte como ferramenta de educação e inclusão social

Publicado em: 04/08/2021 11:15:04

FOTO DIVULGAÇÃO PROJETO CAJU ESPORTE EDUCAÇÃO / FUNDAÇÃO GOL DE LETRA

Projetos patrocinados pela companhia levam a prática esportiva a mais de 12 mil crianças, adolescentes, jovens e educadores
 
Além de investir no esporte de alto rendimento, patrocinando os 22 atletas do Time Petrobras, a companhia apoia projetos sociais que fazem do esporte educacional uma ferramenta de desenvolvimento e inclusão social. Nos últimos 12 meses a Petrobras alcançou cerca de 12 mil pessoas com projetos desenvolvidos nessa linha de atuação em parceria com organizações sociais nos estados do Alagoas, Mato Grosso do Sul, Paraná e Rio de Janeiro. Somados, os investimentos em projetos sociais de cunho esportivo chegam a cerca de R$ 30 milhões no período.
 
Os projetos esportivos de base são desenvolvidos em comunidades onde a Petrobras atua e patrocinados por meio do Programa Petrobras Socioambiental, que, além da Educação, também possui as linhas de atuação de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Clima e Oceano. “Os projetos oferecem oportunidades e melhorias de condições de vida, promovendo o desenvolvimento de disciplina, trabalho em equipe, autoestima, inclusão e cuidados com a saúde. O esporte também é um chamariz para os projetos que, eventualmente, revelam talentos nas categorias esportivas de base”, explica a gerente de Projetos Sociais, Marcela Levigard.
 
Os projetos socioambientais da Petrobras geram impacto transformador por terem potencial de grande alcance em número de pessoas atendidas e biomas protegidos. A política de seleção de patrocínios prevê investimento em novos projetos e a manutenção de parcerias de longa-data, como ocorre com as instituições Luta pela Paz e Fundação Gol de Letra. Ambos atuam na linha de Educação com ênfase em Esporte Educacional e são voltados para comunidades em situação de vulnerabilidade social no entorno das operações da companhia no Rio de Janeiro.
 
Maré Unida

O projeto Maré Unida é uma parceria entre a Petrobras e a organização Luta pela Paz que acaba de ser renovada pela Lei de Incentivo à Cultura e ao Esporte do Rio de Janeiro, com o patrocínio de cerca de R$ 3,7 milhões. Além de fazer o atendimento direto de crianças e jovens da comunidade da Maré, o projeto capacita organizações locais que utilizam o esporte como ferramenta de desenvolvimento. 

Em 2018 e 2020, o projeto Maré Unida, em parceria com a Petrobras, contou com a participação de 1674 pessoas. Nessa nova edição, até 2023 o projeto irá atender a cerca de duas mil pessoas em cinco eixos de atuação: boxe e artes marciais; atividades de educação; empregabilidade; suporte social e treinamentos.


FOTO DIVULGAÇÃO PROJETO MARÉ UNIDA / LUTA PELA PAZ

Organizações de base comunitária do estado do Rio de Janeiro são treinadas com foco na qualificação das práticas pedagógicas dos educadores esportivos e no desenvolvimento das próprias organizações. Ao longo de dois anos as atividades do Maré Unida serão expandidas para além do Rio de Janeiro, incluindo os municípios de Duque de Caxias e Magé.

O Maré Unida já permitiu que a Luta pela Paz ampliasse sua abrangência dentro do próprio Complexo da Maré, ao capacitar as organizações Pra Elas, Escola de Lutas Fábio Florêncio, Recomeçar (hoje, Espaço Tijolinho) e Construindo um Mundo Melhor, todas atuando em territórios que a Luta pela Paz não alcança, além da organização Apadrinhe um Sorriso, localizada no Parque das Missões, em Duque de Caxias. 


FOTO DIVULGAÇÃO PROJETO MARÉ UNIDA / LUTA PELA PAZ
 
Caju Esporte Educação

O projeto Caju Esporte Educação é executado em parceria com a Fundação Gol de Letra, instituída em 1998 pelos ex-jogadores de futebol - Raí de Oliveira e Leonardo Nascimento, e atualmente é patrocinado com cerca de R$ 3,5 milhões pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental.

O projeto leva educação, esporte e formação profissional a cerca de 1.500 moradores da região do Caju no Rio de Janeiro. Com foco no esporte educacional e no conceito de educação integral, o projeto é voltado para crianças, adolescentes, jovens e adultos ofertando cursos técnicos e apoio pedagógico (leitura, escrita, informática e artes) além de esportes de diferentes modalidades olímpicas como fustal, ginástica rítimica, tênis, tênis de mesa e lutas como judô, capoeira e muay thai.


FOTO DIVULGAÇÃO PROJETO CAJU ESPORTE EDUCAÇÃO / FUNDAÇÃO GOL DE LETRA
 
Anualmente cerca de 1.500 pessoas são contempladas com atividades de esporte, apoio educacional e formação profissional, atividades de mobilização comunitária, além da formação dos profissionais envolvidos. São três principais eixos de atuação: Esporte como ferramenta de aprendizagem e integração comunitária, educação como instrumento de transformação social e formação para o mundo do trabalho como meio de preparação para a vida em sociedade.

Em iniciativa inédita no trabalho realizado pela Fundação Gol de Letra até o momento, o Projeto Caju Esporte Educação ampliará a proposta de trabalho para o Atendimento à Primeira Infância. Em parceria com duas creches da comunidade, serão realizadas oficinas de recreação esportiva e intervenções artísticas voltadas a bebês e crianças de 0 a 6 anos. Serão beneficiadas 125 crianças por unidade a cada ano, garantindo mais suporte às famílias.

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE