Petrobras revitalizará edifício-sede no Rio de Janeiro

Publicado em: 18/01/2021 19:24:57

FOTO ANDRÉ MOTTA DE SOUZA / AGÊNCIA PETROBRAS

Companhia adotará modelo smart-office e instalações mais sustentáveis para o meio ambiente e inclusivas para pessoas com deficiência 

A Petrobras anunciou, nesta segunda-feira (18/01), o início da revitalização de seu edifício-sede (Edise), localizado na Avenida Chile, no Centro do Rio de Janeiro. A companhia irá modernizar o prédio implementando medidas de sustentabilidade, de design inclusivo, além do modelo de smart-office, no qual a ocupação e a gestão dos escritórios é mais eficiente por meio de soluções tecnológicas como agendamento de salas de reunião e estações de trabalho por aplicativo. Os novos modelos de instalações promoverão o uso de tecnologia e reduzirão ociosidades, alinhando o edifício à estratégia da Petrobras de redução de custo, aumento contínuo da produtividade, e contribuindo para o processo de transformação digital e de cultura organizacional pelos quais a Petrobras vem passando.   

O edifício-sede da Petrobras iniciou suas atividades em 1973 e desde então nunca passou por uma reforma completa. Entre as melhorias previstas estão a criação de espaços colaborativos, de criação, experimentação e tecnologia, propiciando adoção de metodologias ágeis de trabalho. No segundo pavimento do prédio, por exemplo, haverá uma incubadora de startups, de forma a permitir maior integração dessas companhias com a Petrobras, contribuindo para um ambiente de inovação. A reforma prevê também uma série de medidas para tornar o edifício mais sustentável, como a implantação de um sistema de reaproveitamento de água da chuva para os jardins e torres de resfriamento, e a instalação de painéis energia solar no topo do prédio.  Além disso, os novos espaços terão piso podotátil (piso diferenciado com textura e cor, para que seja perceptível às pessoas com deficiência visual), placas de sinalização em Braile, entre outras melhorias, visando tornar as instalações mais inclusivas para pessoas com deficiência. 

Atualmente, o Edise comporta até 5.800 colaboradores simultaneamente. Com a reforma e a adoção do modelo de smart office, a sede da Petrobras terá 7 mil posições de trabalho. Conforme anunciado em agosto de 2020, a Petrobras irá adotar um modelo permanente de teletrabalho para os empregados de regime administrativo. O modelo tem adesão voluntária e limite de até três dias por semana. A partir da do teletrabalho permanente pela empresa por até 3 dias na semana, a expectativa é que cerca de 11,5 mil pessoas possam ser lotadas no Edise. 

A previsão da companhia é que a primeira etapa da obra seja concluída no primeiro semestre de 2022. A partir dessa data, a obra seguirá com o prédio parcialmente ocupado, com estimativa de concluir toda a reforma o segundo semestre de 2023.   

A história do prédio 

Considerado um marco na arquitetura nacional, o edifício-sede da Petrobras foi construído entre 1969 e 1974. O projeto do edifício foi escolhido por meio de um concurso, em nível nacional, organizado pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil, do qual participaram mais de 200 escritórios de construção civil. Capitaneado pelo arquiteto Roberto Luis Gandolfi, o projeto vencedor se mostrou, ao mesmo tempo arrojado e futurista, e após a construção, acabou se tornando um símbolo da própria companhia. 

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE