Petrobras propõe desafio de transformação digital no hacking.Rio 2020

Publicado em: 08/10/2020 10:40:41

FOTO DIVULGAÇÃO

Cluster no maior hackathon da América Latina estimulará participantes a propor soluções em desafio de 48 horas
 
A Petrobras participa, de 9 a 11 de outubro, do HR.Hackathon, a maior da América Latina, que faz parte de programação do Hacking.Rio. A empresa desafiará os participantes da maratona a propor soluções inovadoras relacionadas a seus processos e negócios. Os concorrentes devem encontrar soluções tecnológicas para os desafios lançados, buscando a premiação em cada cluster. Neste ano, o evento será totalmente online, com participantes de todas as regiões do Brasil e do mundo.
 
“A inovação está no DNA da Petrobras, que é reconhecida como umas companhias mais inovadoras do país, mas queremos acelerar ainda mais. Para tanto, desenvolvemos um ecossistema de inovação, que nos conecta com diversos parceiros estratégicos como universidades, empresas e startups. Ao reunir pessoas criativas em modelos como Hackathon queremos pensar fora da caixa, nos provocar, gerando novas ideias e soluções para os nossos desafios, com foco na agregação de valor”, avalia Nicolás Simone, diretor de Transformação Digital e Inovação da Petrobras.

 Competição e sustentabilidade

Patrocinadora do evento, a Petrobras propôs um desafio aos participantes – envolvendo o tema Transformação Digital para  Saúde Integral dos Colaboradores. O tema está inserido nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU – como previsto no regulamento do Hackaton - “Saúde e bem-estar”. Empregados da companhia servirão como mentores no evento com objetivo de auxiliar os competidores a desenvolver um Mínimo Produto Viável (MVP).
 
Os desafios do Hacking Rio são detalhados no início da competição e, a partir daí, os concorrentes têm 48 horas para desenvolver, individualmente ou em grupo, uma solução tecnológica para o tema escolhido, em dois níveis: Standard, para iniciantes, e Master, para desenvolvedores, programadores, designers, cientistas de dados e outros especialistas. 
Cada cluster oferece uma premiação, e a equipe que foi considerada a melhor do evento ganhará um prêmio extra, uma viagem para participar do Web Summit Lisboa, um dos maiores eventos de tecnologia do mundo.
 
O Hacking.Rio 2020 firmou uma parceria com o Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (IDESAM) e, por meio do programa Carbono Neutro, todo o CO2 que seria emitido no consumo de energia na produção e realização do evento, será compensado com o plantio de árvores na Amazônia.
 
Frentes de inovação

A Petrobras também apoia o inter-empreendedorismo, realizando hackathons internos  para desenvolvimento de soluções, e externamente, com iniciativas como o programa Petrobras Conexões para Inovação, que seleciona startups e pequenas empresas empreendedoras, por meio de editais com desafios associados a área de petróleo, gás e energia. A seleção lançada este ano, em parceria com o Sebrae, teve mais de 300 inscritos. Pelo regulamento, as startups cujos projetos comprovarem efetiva geração de valor para o negócio da Petrobras, podem vir a se tornar fornecedoras da empresa e do mercado de óleo e gás. A etapa final dessa seleção e a divulgação das vencedoras está prevista para o fim do mês.

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE