Projeto Baleia Jubarte registra 60 filhotes no litoral brasileiro

Publicado em: 26/08/2020 14:35:47

FOTO DIVULGAÇÃO PROJETO BALEIA JUBARTE

Pesquisadores do projeto, patrocinado pela Petrobras, identificaram animais entre Bahia e São Paulo desde o início da temporada de reprodução no país

A temporada de reprodução de baleias no litoral brasileiro, que começa com o inverno, chegou com boas notícias. O projeto Baleia Jubarte, patrocinado pela Petrobras há 23 anos, registrou, até o dia 25/8 (terça-feira), 60 bebês-baleia da espécie entre Salvador e o litoral norte da Bahia, no Banco dos Abrolhos e no litoral de Vitória (ES). No entorno de Ilhabela (SP), os registros foram feitos pelos parceiros do Projeto Baleia à Vista e Instituto Verde Azul. Faça login para conferir outras fotos.

Antes ameaçadas de extinção pela caça indiscriminada, as jubartes hoje vêm sendo motivo de celebração entre os pesquisadores pela sua recuperação populacional acelerada, graças a um trabalho de longo prazo. Os registros em Ilhabela podem indicar que a região, que já foi palco de atividades de caça a baleia nos séculos XVIII e XIX, está vendo a reocupação do antigo território reprodutivo do Sudeste pelas jubartes.

“Este é apenas o início do censo de filhotes deste ano”, disse o Coordenador de Comunicação do Projeto Baleia Jubarte, Enrico Marcovaldi. “Com a retomada de nossas atividades de campo, esperamos poder fazer muito mais registros. Esperamos que esta seja uma temporada de muitos nascimentos, levando a população brasileira ainda mais perto da recuperação total”, completa.

Os pesquisadores estimam que haja perto de 20 mil baleias-jubarte frequentando a costa brasileira nesta temporada reprodutiva, um número animador quando se compara com os cerca de mil animais estimados quando a população foi redescoberta no Banco dos Abrolhos, em 1988. Estima-se também que nasçam em águas brasileiras mais de 1.500 filhotes a cada temporada.

Programa Petrobras Socioambiental

O investimento em projetos socioambientais é um dos dez compromissos de sustentabilidade da Petrobras e é realizado de forma estruturada por meio do Programa Petrobras Socioambiental. Os projetos patrocinados visam à proteção e recuperação de quase 60 espécies da fauna ameaçadas de extinção, muitas delas integrantes da biodiversidade marinha e costeira, ambientes relevantes para a Petrobras.

Os projetos patrocinados pela Petrobras atuam também em redes, promovendo ações conjuntas e articuladas. A Rede de Projetos de Biodiversidade Marinha (Biomar), criada em 2007, por exemplo, reúne os projetos Tamar, Baleia Jubarte, Coral Vivo, Golfinho Rotador, Meros do Brasil e Albatroz. A Rede Biomar atua em 13 estados e 87 municípios, pesquisando e conservando ambientes coralíneos e 24 espécies, a maior parte ameaçada de extinção, sendo 5 espécies de tartarugas marinhas, 6 espécies de albatrozes e petréis, 2 espécies de golfinhos, 10 espécies principais de corais e uma espécie de baleia, a Jubarte.

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE