Petrobras sobre hibernação da plataforma de Merluza

Publicado em: 07/08/2020 09:40:26

FOTO GERALDO FALCÃO / AGÊNCIA PETROBRAS

A Petrobras informa que a Diretoria Executiva aprovou a hibernação da plataforma de Merluza (PMLZ-1), localizada em águas rasas na Bacia de Santos. A plataforma já estava com sua produção interrompida desde março de 2020, quando houve redução abrupta na demanda por gás natural, e a hibernação permitirá a redução de gastos operacionais e a transferência de profissionais para outras unidades da Petrobras.

A hibernação não impactará o processo de desinvestimento do Polo Merluza e o suprimento de gás natural ao mercado da Baixada Santista.

Essa decisão está alinhada à estratégia de otimização do portfólio e à melhoria de alocação do capital da companhia, visando à maximização de valor para os seus acionistas.

Sobre o Polo Merluza

O Polo Merluza é composto pelas concessões de Merluza e Lagosta, onde a Petrobras possui 100% de participação. Com início de operação em 1993, sua produção média em 2019 foi de 3,6 mil barris de óleo equivalente por dia de gás natural e condensado.

Atualmente, os campos de Merluza e Lagosta estão em fase vinculante para desinvestimento, conforme divulgado no dia 31 de março de 2020.

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE