Petrobras conclui testes para produção de diesel renovável

Publicado em: 14/07/2020 08:53:15

FOTO AGÊNCIA PETROBRAS

Combustível é mais moderno, emite menos poluentes e melhora desempenho dos motores

A Petrobras concluiu, no último sábado (11/7), testes em escala industrial para a produção do diesel renovável. O novo combustível traz benefícios ambientais e de qualidade, na medida em que reduz as emissões de gases do efeito estufa e melhora o desempenho dos motores em comparação ao biodiesel. Os testes foram realizados na Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), em Araucária, Paraná, onde foram processados 2 milhões de litros de óleo de soja, que resultaram na produção de cerca de 40 milhões de litros de óleo diesel com conteúdo renovável. 

O diesel renovável ainda depende de regulamentação pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para ser comercializado no Brasil. Os resultados apontam que o teste foi bem sucedido, com performance adequada dos catalisadores e das unidades de operação da refinaria e com um produto final de alta qualidade e atendendo a todas as especificações necessárias. Esses resultados serão informados à ANP para contribuir para a aprovação da regulação do produto. O objetivo é atender, em conjunto com o biodiesel já existente, a parcela de biocombustível que deve ser misturada ao diesel comercializado nos postos. Atualmente, o biodiesel é misturado ao diesel mineral em uma proporção de, no mínimo, 12% pelas distribuidoras de combustível, e chegará a 15% até 2023. 

“O diesel renovável é um combustível mais moderno, com inovações tecnológicas que trazem ganhos também para o meio ambiente.  O novo combustível reduz mais as emissões de gases de efeito estufa que o biodiesel atual e constitui uma das soluções para a necessidade de descarbonização do transporte rodoviário, permitindo o atendimento à regulação ambiental do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) e aos objetivos do Programa RenovaBio” destaca Anelise Lara, diretora de Refino e Gás Natural da Petrobras. 

Estudos apontam que o diesel renovável reduz cerca de 70 % das emissões de gases de efeito estufa em comparação ao diesel mineral (derivado do petróleo) e 15 % em relação ao biodiesel, para o mesmo óleo vegetal de origem. 

Em comparação com o biodiesel, a utilização do diesel renovável também melhora o desempenho dos motores, evitando problemas como entupimentos de filtros, bombas e bicos injetores. O diesel renovável produzido pela Petrobras não contém glicerina nem contaminantes metálicos; e suas moléculas são iguais às do diesel mineral. Ou seja, é um combustível que pode ser misturado ao óleo diesel sem nenhuma restrição. 

Produção de diesel renovável

O diesel renovável é produzido por meio  do processamento de matéria prima renovável, como óleo vegetal ou gorduras animais, em conjunto com o diesel mineral em unidades de processamento dentro de refinarias de petróleo. O processo resulta em um produto quimicamente idêntico ao diesel mineral, com origem renovável, que é conhecido internacionalmente como Green Diesel (Diesel Verde), Renewable Diesel, Hydrotreated Vegetable Oil (HVO) ou Paraffinic Diesel (diesel parafínico renovável). A Petrobras possui uma tecnologia brasileira patenteada desde 2006 para o coprocessamento de óleos vegetais utilizando o processo denominado “HBIO”. Essa tecnologia resulta num combustível mais estável que o biodiesel. Apesar de ainda não ser utilizado na mistura do diesel no Brasil, o diesel renovável possui ampla utilização em outros países da Europa e nos Estados Unidos. O novo combustível é adequado às tecnologias de motores mais modernas que estão sendo introduzidas no Brasil.

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE