Petrobras economiza R$ 35,8 milhões com reúso de água em 2019

Publicado em: 20/03/2020 15:10:50

Companhia assume compromisso de reduzir captação de água em 30% até 2025

O volume de reúso de água da Petrobras foi de 82 milhões de m³ em 2019, o equivalente a 34% da demanda total de água doce da companhia para suas atividades operacionais e administrativas, que atingiu 239 milhões de m³. Esse volume reusado gerou uma economia de R$ 35,8 milhões no ano passado e seria o suficiente para abastecer uma cidade de aproximadamente 1,5 milhão de habitantes por um ano. Em 2018, o percentual de reúso havia sido de 31%.

No mês em que celebramos o Dia Mundial da Água (22 de março), a Petrobras reconhece a importância desse recurso como essencial à vida humana e às suas atividades. Em seu Plano Estratégico 2020-2024, a companhia assumiu 10 Compromissos de Sustentabilidade, entre eles o de reduzir 30% da captação de água doce até 2025, com foco no aumento do reúso, tendo como base o ano de 2018.

A gestão de recursos hídricos na Petrobras tem como princípio básico a constante busca pela racionalização do uso da água, visando garantir o suprimento necessário às nossas atividades e contribuir com a conservação e disponibilidade deste recurso nas áreas de influência de nossas instalações. Dentro desse contexto, foram investidos pela companhia em 2019 cerca de R$ 29 milhões em projetos de P&D relativos ao gerenciamento de recursos hídricos e efluentes, em parceria com nove instituições de ensino (universidades e institutos tecnológicos).

Programa Petrobras Socioambiental

Além dos recursos destinados à pesquisa, a Petrobras realiza, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, investimentos voluntários em projetos em parceria com organizações da sociedade civil que colaboram para a conservação do meio ambiente, beneficiando mais de 51 mil pessoas. Dentro da linha de atuação “Clima”, estão incluídas as ações voltadas para conservação e recuperação de vegetação, que buscam a revitalização de nascentes, preservação de mananciais e cursos d’água e recomposição de mata ciliar, contribuindo assim para a qualidade e quantidade dos recursos naturais das bacias hidrográficas.

Na região metropolitana do Rio de Janeiro, um exemplo de projeto patrocinado é o Guapiaçu, que tem por objetivo o fortalecimento do ecossistema da bacia Guapi-Macacu, em área de abrangência de nossas operações, com ações de restauração florestal, educação ambiental e monitoramento da qualidade da água. Já em municípios do sul de Minas Gerais e do leste de São Paulo, buscando contribuir para a disponibilidade hídrica da região, o Projeto Verde Novo atua para a conservação na Mata Atlântica das bacias dos rios Camanducaia e Peixe. Em Mato Grosso, o projeto Pacto das Águas atua na conservação de bacias hidrográficas nas Terras Indígenas Japuirá e Escondido, do povo Rikbaksta, e também na produção de castanha-do-brasil e borracha natural na Reserva Extrativista Estadual Guariba-Roosevelt.

A Petrobras vem, desta forma, contribuindo para o alcance de Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, tais como o ODS 6, que trata dos temas água potável e saneamento, com grande foco em eficiência do uso da água e gestão integrada dos recursos hídricos; o  ODS 13, que estimula ações contra a mudança global do clima, e o ODS 15, que se dedica às condições da vida terrestre.

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE