Petrobras . Agência Petrobras

11ª edição do festival de Cinema Latino Americano de São Paulo é realizada com patrocínio Petrobras e encontros com artistas

Publicado em: 20/07/2016 17:25:22

O festival tem sessões de 21 a 27 de julho em espaços da capital e do interior do estado, sessão oficial de abertura hoje à noite no Memorial da América Latina e encontros e debates com roteirista, cartunista e cineastas renomados

Comprometida com o estímulo à produção, à difusão e à fruição da cultura e a ampliação do acesso a bens culturais, a Petrobras patrocina a 11ª edição do Festival de Cinema Latino Americano de São Paulo. O festival, que apresenta e discute a produção da cinematografia recente e histórica da América Latina, realiza-se de 21 a 27 de julho em espaços da capital e do interior de São Paulo, tem sessão oficial de abertura hoje, 20 de julho, às 20h, no Memorial da América Latina, e encontro e debate com artistas renomados no meio audiovisual.

No total, o festival apresenta aproximadamente 100 filmes, representando 12 países da América Latina e da região do Caribe, tais como Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Cuba, México e Uruguai. Os destaques são produções mais recentes feitas no território abrangido, incluindo vários títulos inéditos no Brasil. As sessões são apresentadas por convidados nacionais e internacionais, entre diretores, roteiristas, atores e produtores.

As projeções são realizadas no Memorial da América Latina (Tenda de Projeções e Espaço Petrobras de Encontros), no Cinesesc, no Centro Cultural Banco do Brasil, no Cine Olido, no Centro Cultural São Paulo e em unidades do Centro Unificado de Cultura (CEU). Já o debate e o encontro programado têm lugar no espaço Petrobras de Encontros no Memorial da América Latina.

Hoje, dia 20, na sessão oficial de abertura, às 20h, no Memorial da América Latina, será exibido o filme "Mãe Só Há Uma", da roteirista e diretora de cinema e televisão Anna Muylaert, diretora também do famoso filme “ Que horas ela volta?”. A história mostra Pierre, um jovem comum de classe média que tem a vida virada ao avesso quando a polícia bate a sua porta, sua mãe é presa, um exame de DNA revela que ele não é filho dela, e o rapaz se vê forçado a trocar de mãe, casa, escola e nome. A face oculta de Pierre então se revela, doa a quem doer.

No dia 21 de julho (quinta-feira), às 11h, no espaço Petrobras de Encontros no Memorial da América Latina, vai haver um encontro do público com Anna Muylaert, homenageada na atual edição do festival, e a autora de quadrinhos, cartuns e charges Laerte.

Anna dirigiu os longas-metragens “Durval Discos” (2002), “É Proibido Fumar” (2009), “Que Horas Ela Volta” (2015) e “Mãe Só Há Uma” (2016), além de diversos curtas-metragens. Participou da criação de programas como “Mundo da Lua”, “Castelo Rá-Tim-Bum” e “Um Menino Muito Maluquinho”.

Laerte, por sua vez, criou a revista em quadrinhos Balão e a empresa de assessoria de comunicação  Oboré. Publicou trabalhos em ’O Pasquim, ’O Bicho, nos jornais O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo e em revistas como Piratas do Tiet&ecir

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE