Tartarugas iniciam temporada de desova em Sergipe

Publicado em: 04/12/2014 18:25:58

Mais de mil animais da espécie oliva desovaram nas primeiras semanas de novembro 

O Projeto Tamar, que conta com o patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, já registra em novembro, a subida de 1.000 tartarugas-oliva (Lepidochelys olivacea) para desovar nas praias de Sergipe e do norte da Bahia. A última temporada em Sergipe (2013/2014) obteve a marca de 600 mil filhotes levados ao mar, batendo um recorde nacional. A expectativa é que este ano o número seja superado.

Segundo o biólogo César Coelho, coordenador do Projeto Tamar em Sergipe, um balanço da soltura de filhotes deverá ocorrer mais para o final da temporada. Ele acrescenta ainda que existem muitas pressões sobre as populações que desovam no estado e que podem interferir nos resultados, como a ocupação desordenada que vem ocorrendo no litoral Sul e a pesca de arrasto de camarão, que não respeita as áreas de exclusão de pesca, de duas milhas náuticas.

Ainda assim, os dados iniciais da quantidade de tartarugas desovando neste começo de temporada foram recebidos com entusiasmo pela equipe do Tamar, que comemora em dezembro 35 anos de trabalho com as comunidades litorâneas visando a recuperação das espécies de tartarugas marinhas. A Petrobras patrocina o projeto há 33 anos e foi a primeira grande empresa brasileira a acreditar na iniciativa de conservação ambiental.

A espécie oliva é a mais abundante em Sergipe e representa mais de 80% das desovas ocorridas no estado. Possui área reprodutiva entre o Pontal do Peba, em Alagoas, até o Sítio do Conde, na Bahia, abrangendo toda a costa sergipana, e vem apresentando sinais de recuperação ao longo das temporadas reprodutivas, passando de alguns poucos ninhos na primeira temporada, no início dos anos 80, a mais de 10 mil na temporada de 2013/2014, um aumento superior a 11.700%.

Além da preservação, o projeto Tamar em Sergipe realiza atividades de educação ambiental, proporcionando geração de emprego e renda; além de inclusão nas comunidades litorâneas onde atua. Entre as atividades, o projeto conta com uma fábrica de camisetas com 35 pessoas envolvidas, grupos produtivos de bordado, atividades com crianças e idosos no Clubinho da Tartaruga, em Pirambu, e valorização da cultura através dos grupos de capoeira Unidos nas Tartarugas, em Ponta dos Mangues e Pirambu, e do grupo folclórico Lariô das Tartarugas.

Dentro das comemorações locais dos 35 anos, o Tamar e a Petrobras promovem, no dia 6 de dezembro, um show com o guitarrista americano Stanley Jordan e o baiano Armandinho, na concha acústica do Oceanário.

Programa Petrobras Socioambiental

Por meio do Programa Petrobras Socioambiental, a Petrobras prevê investir R$1,5 bilhão até 2018, em projetos de todo o país, com foco nas linhas de atuação: Produção Inclusiva e Sustentável, Biodiversidade e Sociodiversidade, Direitos da Criança e do Adolescente, Florestas e Clima, Educação, Água e Esporte.

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE