Ilha do Marajó (PA) ganha Museu de Mamíferos Aquáticos

Publicado em: 01/08/2014 16:46:28

A partir dessa semana, a Ilha do Marajó, o maior arquipélago fluviomarítimo do mundo, localizada no Pará, passa a contar com um Centro de visitação do projeto Bicho D’água no município de Soure, iniciativa patrocinada pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, voltada para a preservação de mamíferos Aquáticos na Amazônia.

O espaço Bicho D’água será uma espécie de museu voltado para a disseminação de informações sobre educação ambiental e proteção da fauna local, como botos e peixes-bois. O local contará com uma área de exposição temática permanente, separado pelas alas: "O Projeto Bicho D'água: Conservação Socioambiental", "A Pesca e os Mamíferos Aquáticos", "Manguezais da Amazônia", "Pequenos Cetáceos", "Boto-vermelho", "Boto-cinza", "Baleias" e "Peixe-boi".

Os visitantes também poderão ter acesso a uma exposição sobre mamíferos aquáticos, com informações sobre a pesca e a cultura marajoara. O espaço terá uma sala multimídia, voltada para a exibição de filmes e animações com temáticas ambientais, e um local para contação de histórias.

Segundo a coordenadora do projeto, Renata Emin, o espaço Bicho D’água também será uma oportunidade para a comunidade acadêmica estagiar e manter o intercâmbio com o projeto. “O espaço é uma oportunidade para aperfeiçoamento dos jovens estudantes tanto de ensino médio quanto universitários das instituições de ensino dos municípios Soure e Salvaterra”, reforça a coordenadora do projeto.

Como forma de gerar sustentabilidade financeira com as atividades do Bicho D’água, está previsto no Centro um local para venda de produtos confeccionados por comunidades da região. "Visamos, desta forma, incentivar o desenvolvimento econômico regional, promovendo a popularização de produtos ecológicos, dentro das normas de sustentabilidade", pontua Emin.

O projeto é executado pelo Grupo de Estudos de Mamíferos Aquáticos da Amazônia (GEMAM), vinculado ao Museu Paraense Emilio Goeldi (MPEG).

Programa Petrobras Socioambiental

Por meio do Programa Petrobras Socioambiental, a Petrobras prevê investir 1,5 bilhão até 2018, em projetos de todo o país, com foco nas linhas de atuação: Produção Inclusiva e Sustentável, Biodiversidade e Sociodiversidade, Direitos da Criança e do Adolescente, Florestas e Clima, Educação, Água e Esporte.

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE