Projeto Caranguejo Uçá recupera mangue na Baía de Guanabara

Publicado em: 01/08/2014 12:49:09

Após dois anos de estudo e trabalho em campo, o projeto Caranguejo Uçá, patrocinado pela Petrobras, comemora o resultado de uma série de ações para conhecer e melhorar as condições de vida do caranguejo uçá na região leste da Baía de Guanabara. Implementado pela ONG Guardiões do Mar, o projeto reflorestou, com 24 mil mudas, uma área de 8,7 hectares, equivalente a nove estádios do Maracanã, em pouco mais de um ano. Antes, foram recolhidas cerca de três toneladas de lixo. As mudanças já sentidas no local repercutiram e o projeto foi convidado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação de Biodiversidade (ICMBio), do Ministério do Meio Ambiente, a realizar ações na Reserva de Carijós, em Florianópolis (SC).

A região leste da Baía de Guanabara compreende a Área de Proteção Ambiental (APA) de Guapimirim, com abrangência dos municípios São Gonçalo, Itaboraí, Guapimirim e Magé. Niterói e Maricá também foram contemplados com ações do projeto. A limpeza de toda a área, que possui principalmente resíduo sólido de origem residencial, como plástico, é fundamental, já que ao ser depositado nos manguezais, impede que a vegetação e o caranguejo cresçam. Por sua vez, o caranguejo uçá desempenha importante papel para o equilíbro do ambiente, pois participa dos processos de reciclagem da matéria orgânica dos manguezais, e é fonte de alimento e de subsistência de comunidades costeiras.

Pela primeira vez, o ICMBio permitiu que uma ONG fizesse a limpeza em uma unidade de conservação ecológica, em uma área de quase 24 mil metros quadrados. “Do total de quase três toneladas de resíduos, 2,2 toneladas eram de material plástico que vem das residências, por meio dos rios da região. Precisamos contar com o apoio da sociedade civil”, diz o biólogo marinho e presidente da Guardiões do Mar, Pedro Belga.

Para sensibilizar a população, realizou-se um trabalho de educação ambiental junto a 35 mil pessoas daqueles municípios, entre moradores, alunos e professores do Ensino Fundamental. Ao todo, 82 escolas dos seis municípios foram mobilizadas. Trinta mil jogos de tabuleiro foram distribuídos para crianças, em troca de garrafas de plástico PET e latas de alumínio. Com isso, 450 mil garrafas e 210 latas foram retiradas do ambiente, com geração de renda de 180 salários mínimos, revertidos para a comunidade.

Belga mostra-se otimista com os resultados das ações: “Em menos de dois anos, plantamos mudas, e cresceram 24 mil árvores de quase um metro de altura. Temos condições de contribuir na recuperação dos manguezais da Baía, se contarmos com a participação do Poder Público e da comunidade. Educar é um trabalho contínuo, de décadas, exige uma força-tarefa.”

O Programa Petrobras Socioambiental


O projeto Caranguejo Uçá é uma das iniciativas apoiadas pelo Programa Petrobras Socioambiental, que investirá R$ 1,5 bilhão até 2018, em projetos de todo o país, com foco nas linhas de atuação: Produção Inclusiva e Sustentável, Biodiversidade e Sociodiversidade, Direitos da Criança e do Adolescente, Florestas e Clima, Educação, Água e Esporte.

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE