Petrobras quer competição na 12ª Rodada de Licitações da ANP

Publicado em: 23/10/2013 09:59:37

                    Companhia também defende a realização de leilões de energia regionais

Ao participar, nesta quarta-feira, 22/10, do XV Congresso Brasileiro de Energia (CBE), realizado no Rio de Janeiro, o diretor de Gás e Energia da Petrobras, Alcides Santoro, convidou a indústria a participar da 12ª Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), marcada para novembro deste ano, e defendeu a realização de leilões de energia regionais.

- Esta é a primeira Rodada de Licitações com foco exclusivamente em produção e exploração onshore (em terra). É muito importante que todos os players participem porque a única maneira de baixar o preço do gás natural é aumentando a produção nacional – explicou Santoro, durante o evento realizado na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), em comemoração aos 50 anos da Coppe/UFRJ.

Ao lembrar que o Brasil é importador líquido de gás natural, uma vez que, aproximadamente, 50% da oferta interna vem da Bolívia ou de outras fontes no mercado internacional na forma de Gás Natural Liquefeito (GNL), o diretor da Petrobras afirmou que “a redução do preço só será possível se a oferta de gás nacional for abundante”.

Na oportunidade, Alcides Santoro também destacou a importância da realização de leilões de energia regionais, aproveitando as vantagens comparativas de cada região do país.

- No Nordeste, temos a facilidade dos ventos; no Sul, além dos ventos, há carvão; no Sudeste e no Centro-Oeste, temos a biomassa; e temos, ainda, uma rede de gasodutos que cobre grande parte do país. Nenhuma fonte deve ser excluída. Todas têm seu espaço na matriz energética nacional – afirmou o executivo.

Considerando que “não há desenvolvimento econômico sem segurança energética”, Santoro ressaltou a importância de uma base robusta de geração de energia elétrica e destacou os esforços da Petrobras nesse sentido, lembrando que a companhia é, hoje, a sétima geradora do país, com 6.885 MW de capacidade em seu parque termelétrico.

Com investimentos também em energia eólica e pequenas centrais hidrelétricas, a Petrobras inaugura este ano, no Rio Grande do Norte, sua primeira usina de energia solar e, na Bahia, seu terceiro Terminal de Regaseificação de GNL, o que aumentará a capacidade de regaseificação da companhia para 41 milhões de m³/dia.

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE