Primeiros testes no Campo de Manati indicam grande potencial de produção

Publicado em: 07/08/2006 00:00:00

Os dois primeiros poços perfurados pela Petrobras e parceiros no campo de Manati, na Bacia de Camamu, no Sul da Bahia, apresentaram juntos vazão de aproximadamente  1 milhão e 800 mil m³ de gás natural e 60 m³ de condensado de petróleo por dia.

 

Os primeiros testes de produção, concluídos esta semana, confirmam o grande potencial dos reservatórios da Formação Sergi, onde o campo está localizado. O projeto é operado pela Petrobras em consórcio com as empresas Queiroz Galvão e Rio das Contas (do grupo Norse Energy, da Noruega).

 

O campo de Manati deverá começar a produzir em setembro. Os dois primeiros poços contribuirão, de início, com cerca de 2 milhões de m³ de gás por dia, podendo chegar à capacidade máxima de 3 milhões. O Projeto Manati prevê a perfuração de sete poços, ao todo, e deverá produzir cerca de 6 milhões de m³/dia de gás natural a partir do início de 2007, contribuindo decisivamente para a consolidação do mercado de gás do Nordeste brasileiro.

 

Para que o campo de Manati entre em operação, estão sendo instalados uma plataforma fixa de produção em águas rasas, 125 quilômetros de gasodutos e uma estação de tratamento de gás no município de São Francisco do Conde (BA). As obras estão em fase final de construção.

 

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE