Petrobras . Agência Petrobras

Jussara Silveira e Luiz Brasil fazem temporada popular do show "Nobreza"

Publicado em: 02/05/2006 00:00:00

FOTO MARIA SAMPAIO

Amigos e parceiros musicais de longa data, Jussara Silveira e Luiz Brasil estão juntos novamente. Desta vez, os dois dividem o palco em 'Nobreza', mesmo nome da música de Djavan que abre o show, e que reúne canções escolhidas a dedo para a formação de voz e violão.

No repertório estão músicas de épocas e autores diversos como 'Os passistas', de Caetano Veloso, e 'Quem há de dizer', de Lupicínio Rodrigues; além de canções gravadas por Jussara em seus três discos solo: 'Congênito' (Luis Melodia) e 'Ludo real' (Vinícius Cantuária e Chico Buarque) - do CD 'Jussara Silveira', de 1997 -, 'Lá vem a baiana', do álbum 'Canções de Caymmi', de 1998, e 'Menino meu' (César Mendes, Luiz Brasil e Arnaldo Antunes), do disco 'Jussara', lançado em 2002.

'A nossa visão musical é muito afinada', diz Jussara. 'Escolhemos músicas que nos permitem explorar de várias formas as nuances da voz de Jussara e do meu violão', completa Luiz.  Seguindo esta filosofia, os dois ainda selecionaram para o repertório do show 'Cara limpa' (Paulo Vanzolini). 'Baião de quatro toques' (Zé Miguel Wisnik e Luiz Tatit), 'Argila' (Carlinhos Brown), 'Eu vou te esquecer' (Beto Pelegrino e Ariston), 'Braço de mar' (Quito Ribeiro), Pombo Correio (Morais Moreira e Dodô e Osmar) e a versão 'Um sonho de verão' de 'Moonlight Serenade' (Glenn Miller/Parish), que fez parte da trilha da novela global 'Alma Gêmea' na voz e no violão de Jussara e Luiz.

Elogios de grandes nomes da MPB

Gal Costa já declarou que Jussara Silveira está entre as três melhores cantoras na nova geração e Arnaldo Antunes a definiu como uma intérprete "de densidade emocional extrema, que não deságua em dramaticidade". Já a imprensa baiana a batizou de "a cantora cool de Salvador", seguida pela revista Vogue que sentenciou que "Jussara é a melhor cantora que você não conhece". Mais longe foi o compositor paulista José Miguel Wisnik, que a elegeu como uma de suas cantoras-fetiche. Reações e elogios apaixonados como estes costumam marcar a trajetória da cantora Jussara Silveira.

Com Luiz Brasil não é diferente: violonista, compositor, produtor e arranjador, Luiz é definido por Caetano Veloso, com quem trabalhou por dez anos, como um dos músicos mais brilhantes da atualidade. Além do compositor baiano, uma enorme lista de estrelas da música já contou com seu talento, incluindo Maria Bethânia, Gal Costa, Gilberto Gil, Ivete Sangalo, Elba Ramalho, Marisa Monte e o tenor italiano Luciano Pavaroti. Vencedor do Prêmio Multishow na categoria de produtor musical pelo disco 'Acústico MTV', de Cássia Eller, Luiz Brasil lançou recentemente seu primeiro trabalho solo, 'Brasilêru', que conta com o piano do aclamado músico japonês Riuychi Sakamoto e os sopros de Carlos Malta, entre outras participações.

"Nobreza", show reunindo a voz de Jussara Silveira e o violão de Luiz Brasil, é mais uma atração do projeto Pauta Funarte de Música Brasileira, que conta com o patrocínio da Petrobras, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Apresentações: dias 4 e 5 de maio | Horário: 18h30
Ingresso: R$ 5,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia-entrada)

Sala Funarte Sidney Miller
Rua da Imprensa 16 - térreo - Centro | Tels: 2215-1668 e 2240-5151
Lotação: 225 lugares | Classificação etária: Livre

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE