Petrobras . Agência Petrobras

Rio Grande do Norte é o maior produtor em terra do Brasil

Publicado em: 25/04/2006 00:00:00

FOTO MICHEL REY

A primeira descoberta de petróleo na área terrestre do Rio Grande do Norte parece cena de ficção. Foi em 1979, quando a Companhia de Pesquisas de Recursos Minerais fazia uma perfuração no município de Mossoró, em busca de água para abastecer as piscinas de um hotel. Encontrou petróleo. Comunicada, a Petrobras perfurou um poço vizinho ao hotel realizou estudos e comprovou a existência de petróleo em quantidades comerciais. A intensificação das pesquisas levou à descoberta de dezenas de campos, que fizeram do estado o maior produtor em terra e o segundo produtor do Brasil, superado somente pela Bacia de Campos.

 

Hoje, o Rio Grande do Norte produz 76 mil barris diários de petróleo e 3,6 milhões de metros cúbicos/dia de gás. Esses volumes são extraídos de 45 campos terrestres e seis marítimos da Bacia Potiguar, que abrange uma área de 48 mil quilômetros quadrados, metade dos quais mar adentro. Concentram-se principalmente no Vale do Açu e a oeste do estado, incluindo os municípios Alto do Rodrigues, Areia Branca e Mossoró, onde se localiza Canto do Amaro, o maior campo terrestre  do país. São cerca de 5 mil poços em terra, localizados em propriedades particulares, povoados e fazendas, o que faz da Petrobras uma presença muito forte no interior: a empresa está incorporada tanto à paisagem quanto ao dia-a-dia da população. E tem um papel importante na melhoria das condições de vida das populações carentes como as dos assentamentos e comunidades rurais, por meio da cessão de centenas de poços não produtores de petróleo, mas que têm água em abundância e viabilizam projetos de agricultura irrigada.

 

Já a produção marítima se distribui pelos campos de Ubarana - o primeiro a revelar a presença de petróleo no Rio Grande do Norte, em 1973 -, Agulha, Aratum, Pescada, Arabaiana e Dentão. O coração do complexo petrolífero do Rio Grande do Norte e Ceará é o Pólo Industrial de Guamaré, onde a Petrobras processa o petróleo e o gás produzidos nos campos terrestres e no mar da Bacia Potiguar.

 

O Plano de Negócios da Petrobras para o período 2006-2010 prevê investimentos de US$ 1,46 bilhão no Rio Grande do Norte, nos segmentos de exploração e produção, gás natural, energia térmica e alternativa, distribuição, segurança e meio ambiente. Na área de exploração e produção, será aplicado US$ 1,1 bilhão no desenvolvimento de diversos campos, com destaque para a ampliação do campo de Ubarana, o desenvolvimento do campo de Dentão e outros projetos de ampliação. Ainda para 2006, está prevista a perfuração de 182 poços no Rio Grande do Norte, sendo 177 poços em terra e cinco no mar, dois dos quais em águas profundas.

 

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE