RJ: Briga pelo título nacional fica aberta no Brasil Surf Pro

Publicado em: 03/11/2011 17:34:42

O segundo dia de disputas da quarta etapa do Brasil Surf Pro nas ondas da Barra da Tijuca derrubou os líderes do ranking nacional. No feminino, a paraibana Diana Cristina perdeu a invencibilidade ao ser desclassificada na primeira bateria do dia. O catarinense Tomas Hermes, primeiro do circuito até o momento, e o paulista Bruno Galini, segundo colocado, também foram eliminados. O dia foi feliz mesmo para os cariocas Leandro Bastos, Simão Romão, Victor Ribas e Igor Moraes, que venceram os favoritos e avançaram na competição, patrocinada pela Petrobras.
 
“Estou com um sentimento de decepção. Agora é esfriar a cabeça. Na próxima etapa venho para a briga. Espero que eu possa reverter esse resultado e ainda acredito no título. Vim de uma boa campanha no WQS, estou evoluindo bem no mundial, estou feliz, mas hoje fiquei um pouco triste. Não vou desanimar, cada bateria é uma bateria independentemente do adversário. O Vitinho (Victor Ribas) é um excelente competidor. Sabia que seria uma bateria difícil”, analisou Tomas.
 
Victor Ribas, que completou 40 anos na última quarta-feira, venceu o líder em uma das disputas mais apertadas do dia. No somatório, o carioca ficou com 12,50, contra 12,34 do catarinense. Com o resultado, Victor enfrenta o conterrâneo Simão Romão, que chamou a atenção do público pelo aéreo que mereceu 9.7 dos jurados, nas oitavas-de-final. Outro carioca que brilhou nesta quinta-feira foi Igor Moraes, com a maior nota da etapa até o momento, um 9.8.
 
Com as ondas ajudando, o planeta fechou o dia com um saldo de 10 ondas verdes, ou seja, 50 novas árvores serão plantadas pelo projeto “Surfistas Verdes”, que integra a plataforma ambiental Petrobras Surf pelas Florestas. Pelo feminino, apenas a carioca Taís de Almeida conseguiu tirar uma nota 8 e, com a catarinense Gabriela Leite, passou para as quartas-de-final.
 
Com a expectativa de se tornar campeã antecipada ainda nesta etapa, Tininha teve a comemoração adiada ao perder para as paulistas Cláudia Gonçalves e Camila Cássia, que avançaram de fase. Nas quartas, Claudia pega a também paulista Suelen Naraísa, a catarinense Gabriela Teixeira duela com Taís, Camila Cássia pega a carioca Gabriela Leite, terceira do ranking nacional, e a vice-líder Juliana Quint enfrenta Marina Werneck.
 
“As ondas estavam abrindo e tinha a possibilidade de pegar uma boa, mas não me dei muito bem. Peguei uma boa, mas cai. Faltou um pouco de sorte. Morei quatro anos no Rio, mas treinava no Recreio e na Prainha, sabia da dificuldade que seria surfar aqui, mas ainda temos outra etapa e eu vou buscar o título”.
 
A competição pode ser acompanhada ao vivo pelo site www.brasilsurfpro.com.br, onde também é possível ver o resultado de todas as baterias. Nesta sexta, as disputas começam às 8h30 com as oitavas-de-final do masculino. Às 11h50 é a vez das mulheres entrarem na água pelas quartas-de-final.

Campeonato Verde

No segundo dia do Brasil Surf Pro as ações ambientais e sociais do Petrobras Surf pelas Florestas continuaram em paralelo as disputas dos surfistas. Mais de 60 alunos da escola Margareth Mee visitaram a praia próxima ao colégio. Elas foram recebidas pela equipe de sustentabilidade do evento, para atividades pedagógicas com foco na preservação do meio ambiente. As crianças conversaram sobre os problemas da região, conheceram um pouco mais do ecossistema local e aprenderam como podem contribuir para a limpeza da área.

O programa Petrobras Surf Pelas Florestas conta com apoio do Ministério do Meio Ambiente que entendeu a importância do trabalho de sensibilização durante o Ano Internacional das Florestas (declarado pela ONU).

×

Acesso ao Conteúdo

Exclusivo para jornalistas cadastrados.

×

Enviar notícia

Preencha o formulario abaixo para enviar a notícia:

× Crédito AGÊNCIA PETROBRAS

A Equipe Mitsubishi Petrobras, formada pelo piloto Guilherme Spinelli e pelo navegador Youssef Haddad, disputa a 21ª edição do Rally dos Sertões.

×

TESTE